18
Fev 08

 

Hoje fui ao cinema ver "PS.: I Love You".

O filme é simplesmente...LINDO! Chorei do princípio ao fim (ok, eu sei, sou uma lamechas incurável ).

A verdade é que me tentava colocar no papel da personagem principal, Holly, e tentava imaginar como seria se a pessoa que eu amasse morresse, e pronto, escusado será dizer que as lágrimas começaram a escorrer pela minha face, umas atrás das outras.

 

Todos conhecemos expressões como "Carpe Diem" e "Não deixes para amanhã o que podes fazer hoje", pois, por mais que as conheçamos, acabamos por nunca fazer o que estas nos aconselham.

Mas e por que não?

Porque é que não dizemos às pessoas que são mais importantes para nós, o quão importantes, de facto, são e o quanto gostamos delas?

 

Quando era pequenina costumava pensar que para todas as mulheres existia um homem destinado... (não me importava que o meu fosse o Gerard Butler, só o sotaque vale por tudo )

Um homem perfeito para mim (e para grande parte das mulheres,lol) seria o Gerry (interpretado pelo Gerard Butler no filme). O homem tem todas as qualidades que se pode querer num companheiro:

 

  • é querido
  • preocupa-se com a mulher
  • atura as suas neuras e ainda a reconforta
  • canta para ela
  • é brincalhão
  • leva com os sapatos que a mulher lhe atira e ainda se ri
  • tem uns olhos lindos
  • um abraço que nos faz sentir seguras
  • um corpo, umas mãos, um sorriso...tudo lindo! lol
  • e por último... o sotaque!!!! (eu tenho uma panca por sotaques, caso ainda não tenham reparado   e o dele é simplesmente...uauuuuuu!!!)

 

 Ele ensina-a aos poucos a lidar com a morte dele. Tecnicamente, não devemos ficar agarrados ao passado, temos de seguir em frente... é isso que irei fazer, aprender a viver sem "aquela" pessoa na minha vida, e quando menos esperar o "tal" aparecerá à minha frente e quem sabe se não será um irish moreno de olhos azuis  (não faz mal uma rapariga sonhar)

 

 

by the way....

 

PS.: I love you

 

 

 

Escrito por Someone Else às 20:13

14
Fev 08

 

 

 

 

Quando as luzes se apagam, ouço a tua voz...

     ... sussurrando  no meu ouvido e ecoando no meu pensamento...

A tua mão acariciando-me a face, faz-me aninhar no teu corpo...

O sorriso aparece nos meus lábios...

     ... mas desvanece-se quando abro os olhos e reparo que estou sozinha...

Ainda não te consegui esquecer...

Serás alguém que me fará eternamente falta...

 

Com a noite chega a chuva...

     ... se soubesses o efeito que tem sobre mim...

Quero estar sobre o teu feitiço...

     ... e sentir o teu toque...

Quando as luzes se apagam...

     ... eu preciso de ti...

 

 

Escrito por Someone Else às 22:47
música: When the lights go out - David Guetta

09
Jan 08

 

 

Estou a um ano de terminar o meu curso e depois coloca-se a questão "What to do then ?"...

O problema é que não queria ficar-me por aqui no que diz respeito ao meu percurso académico...

Graças a uma amiga da mana (e à própria mana em si, lol ) tomei conhecimento de um curso... Ciências da Linguagem.

Antes de investigar sobre este curso, o meu objectivo era terminar o meu actual e em seguida fazer o Mestrado de Linguística.

Agora não sei qual dos dois escolher... Um Mestrado é sempre um mestrado e até tem algumas disciplinas iguais às do curso de C.L ., mas... não é a mesma coisa de que o curso, para além de que este último poderia complementar o meu curso actual e abrir-me-ia mais portas a nível de saídas profissionais, entre das quais terapia da fala... só por esta saída, o curso aliciou-me bastante.

Por isso, vinha pedir a vossa opinião, como pessoas mais adultas e experientes do que eu, (ou até se conhecerem alguém que frequente, ou frequentou, este curso) para me ajudarem a escolher uma das duas opções.

Ah! já para não falar que C.L . permitir-me-ia a aprendizagem de italiano (um dos objectivos da minha lista)...

Grata pela vossa ajuda (assim espero)


Abril 2008
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

13
14
15
16
17
18
19

21
22
23
24
25
26

27
28
29
30


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
mais sobre mim